sábado, 13 de outubro de 2007

Vacina contra o HPV



O HPV (papilomavírus humano), nome genérico de um grupo de vírus que engloba mais de cem tipos diferentes, pode provocar a formação de verrugas na pele, e nas regiões oral (lábios, boca, cordas vocais, etc.), anal, genital e da uretra.
A transmissão se dá predominantemente por via sexual.
Nas lesões mais graves, as células infectadas pelo vírus podem perder os controles naturais sobre o processo de multiplicação, invadir os tecidos vizinhos e formar um tumor maligno como o câncer do colo do útero e do pênis.
Uma vez feito o diagnóstico, o tratamento pode ser clínico (com medicamentos) ou cirúrgico: cauterização química, eletrocauterização, crioterapia, laser ou cirurgia convencional em casos de câncer instalado. Informe seu parceiro/a se o resultado de seu exame para HPV for positivo. Ambos precisam de tratamento

A vacina :

A Vacina Quadrivalente contra o HPV protege contra quatro tipos do vírus – o 6, 11, 16 e 18 -, que são responsáveis por 70% dos casos de câncer do colo de útero e por 90% das verrugas genitais e está indicada em mulheres entre 9 e 26 anos de idade.
Conseguiu-se iden­ti­fi­car a parte prin­ci­pal do DNA do HPV (gene) que co­di­fi­ca para a fa­bri­ca­ção do cap­sí­deo viral (parte que en­vol­ve o ge­no­ma do vírus). De­pois, usando-se um fungo (Sa­ca­ro­mi­ces ce­re­vi­siae), entre outros sistemas, como células de inseto, se ob­te­ve ape­nas a “capa” do vírus que em tes­tes pre­li­mi­na­res mos­trou in­du­zir for­te­men­te a pro­du­ção de an­ti­cor­pos quan­do ad­mi­nis­tra­da em humanos. Essa “capa” viral é cha­ma­da de par­tí­cu­la se­me­lhan­te a vírus (em in­glês, virus like par­ti­cle – VLP). Na verdade, é um pseudo-vírus. O passo se­guin­te foi es­ta­be­le­cer a me­lhor quan­ti­da­de de VLP e tes­tar em hu­ma­nos na pre­ven­ção de le­sões in­du­zi­das por HPV.
As VLP imi­tam o HPV fa­zen­do com que o or­ga­nis­mo iden­ti­fi­que tal es­tru­tu­ra como um in­va­sor e pro­du­za con­tra ele um me­ca­nis­mo de de­fe­sa, de proteção.
A va­ci­na qua­dri­va­len­te con­tra HPV (MSD) está sendo pro­pos­ta em três doses, a saber, 0 dia, 60 dias e 180 dias. Após a ad­mi­nis­tra­ção, por via in­tra­mus­cu­lar, de dose de va­ci­na con­tra HPV acon­te­ce uma enor­me pro­du­ção de an­ti­cor­pos cir­cu­lan­tes (no san­gue pe­ri­fé­ri­co) e que se man­tém, em ní­veis ele­va­dos, du­ran­te anos.

Veja mais em:

http://www.uff.br/dst/Perguntas-sobre-vacina-contra-hpv.htm

http://drauziovarella.ig.com.br/

Um comentário:

Camila disse...

extra! extra! por apenas 1.500 conto!!!

;***

Related Posts with Thumbnails