terça-feira, 29 de janeiro de 2008

Combinações perigosas


Álcool + energético + lança-perfume... misturas comuns durante o Carnaval que podem acabar com a sua festa

Gabriella Galvão

Energético + destilado

Para agüentar o pique, muita gente acaba misturando destilados com bebidas energéticas, combinação condenada pelos médicos. “Juntos, funcionam como estimulantes para o coração. Aumentam a pressão arterial e podem provocar arritmia”, diz o cardiologista Augusto Scalabrini, do Instituto do Coração (INCOR) de São Paulo. Segundo uma pesquisa realizada pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), o mix tem efeito duplo no organismo: ao mesmo tempo em que pode realmente inibir os efeitos do álcool e aumentar a sensação de euforia, diminui a percepção de embriaguez - o que faz a pessoa beber ainda mais. Além disso, ao mascarar os efeitos do álcool, a pessoa perde a noção do limite e pode superestimar sua capacidade motora, aumentando o risco de se envolver em acidentes.

Drogas

Arritmia e parada cardíaca, acidente vascular cerebral (AVC), desidratação, depressão... conseqüências que podem ocorrer com o uso de drogas como cocaína, extasy e lança-perfume. Conhecida como “a droga do Carnaval” até no dicionário Aurélio, o lança-perfume é proibido no Brasil desde 1961, quando foi considerado entorpecente. É nessa época de folia que o consumo aumenta, mesmo que, de acordo com a lei (nº 6.368/76), quem fornece, ainda que gratuitamente, pode pegar de 3 a 15 anos de reclusão e quem porta, de 6 meses a 2 anos.

Da família dos solventes – a mesma da cola de sapateiro e benzina – o lança-perfume é feito à base de cloreto de etila, uma substância com efeito sedativo que provoca a sensação de leveza, sonolência e bem-estar. Mas também pode fazer a pessoa perder os reflexos, sentir formigamento, euforia ou depressão. “Sem falar arritmia cardíaca e até parada cardíaca em quem tem predisposição, que muitos nem sabem que têm”, alerta o cardiologista Augusto Scalabrini, do Instituto do coração (Incor), em São Paulo. Droga semelhante ao lança só que de fabricação caseira, o "cheirinho da loló" também deve ser evitado. “Á base de clorofórmio, é depressor e hepatotóxico (ataca o fígado) e pode provocar arritmia cardíaca”, esclarece o cardiologista. O uso constante da droga pode causar lesões irreversíveis no cérebro e a aspiração repetida pode deixar a pessoa apática e com dificuldades de concentração, segundo dados do Projeto Álcool e Drogas sem Distorção, do Hospital Albert Einstein, de São Paulo.

Fonte : http://claudia.abril.uol.com.br/materias/2708/

2 comentários:

Taynara disse...

Vodka + energético é a mistura mais engraçada...
Qdo fui dormir, capotei, aí acabou o efeito do álcool e eu acordei elétrica e coração a mil... bizarro!

Ótimo post de alerta!
Bjs,

Camila disse...

é importante informar maaas... essas campanhas não fazem muito efeito!! as pessoas se drogam mesmo sabendo disso... tudo é escolha...

e outra: não só misturadas é que elas são perigosas, faltou lembrar isso.. ;P

:*

Related Posts with Thumbnails