quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Um novo despertar - a vida de um narcoléptico

Um Novo Despertar - A vida de um Narcoléptico [PARTE 01]

Um Novo Despertar - A vida de um Narcoléptico [PARTE 02]


Com o objetivo de avaliar os estudantes de medicina da UFAL, na disciplina eletiva: Tópicos fundamentais da medicina do sono, nos foi proposto um desafio: elaborar um filme com a duração máxima de 15 minutos sobre um transtorno específico do sono.
A proposta era que fizéssemos um filme no estilo ficção que abordasse de forma não científica as principais características do transtorno e suas implicações no funcionamento orgânico, mental e social do indivíduo afetado. Esse foi o resultado da equipe "Narcolepsia".

Alguns indivíduos com Narcolepsia experimentam sonolência diurna generalizada entre os distintos ataques de sono. Eles podem descrever a capacidade de dormir a qualquer momento, em qualquer situação. Um comportamento automático, no qual o indivíduo se engaja em atividades sem uma plena consciência, pode ocorrer em conseqüência de uma sonolência profunda. Sonhos freqüentes, intensos e vívidos podem ocorrer durante o sono noturno.
Os indivíduos com Narcolepsia com freqüência têm um sono noturno fragmentado em decorrência de despertares espontâneos ou movimentos periódicos dos membros.
Os indivíduos com Narcolepsia podem hesitar quanto ao envolvimento em atividades sociais, por medo de adormecerem ou terem um episódio de cataplexia ( episódios breves de perda bilateral súbita do tono muscular, mais freqüentemente em associação com intensa emoção ).
Um transtorno mental concomitante ou uma história de outro transtorno mental podem ser encontrados em aproximadamente 40% dos indivíduos com Narcolepsia. Os transtornos encontrados com maior freqüência são Transtornos do Humor (principalmente Transtorno Depressivo Maior e Distimia), seguidos por Transtornos Relacionados a Substâncias e Transtorno de Ansiedade Generalizada. Uma história de Parassonias tais como Transtorno de Sonambulismo, bruxismo (cerrar as mandíbulas e ranger os dentes) e Enurese parece ser mais comum em indivíduos com Narcolepsia.

Para saber mais sobre narcolepsia acesse: http://www.psiquiatriageral.com.br/dsm4/sono2.htm

3 comentários:

Yguaratã C. Cavalcanti disse...

ahauhauhaua
muito bom, veio! a queda na comemoracao do vestibular foi muito engraçada! :P

Thi Moraes disse...

kkkkk
valeus!

Mente Hiperativa disse...

Ainda bem que em se tratando de sono eu posso dizer que sou abençoado.

Na minha família minha mãe dorme demais, o tempo todo, mas não 'mata o sono' nunca.

Meu irmão tem o sono MUITO leve, do tipo que se deixar cair um alfinete no chão ele se acorda.

Painho tem insônia crônica, passa noites acordado até as cinco da manhã; depois dorme até onze e passa o dia cansado.

Só eu que durmo bem, muito bem, só de noite, deito e apago na cama. Meu irmão acende a luz, faz barulho e eu nem me acordo.... rsrss Em se tratando de sono e da minha família, eu sou sortudo.

Related Posts with Thumbnails