terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

O poder da palavra médica


Muito do que o médico faz, mesmo que não tenha formação ou conhecimentos sobre hipnose, é empregar de influência psicológica sobre o paciente.
Mesmo nos incrédulos dias de hoje a figura do médico se associa ao arquétipo do mágico, curandeiro e possuidor de conhecimentos secretos. As pessoas buscam seu conselho em momentos de aflição e sorvem suas palavras como vaticínios sobre seus destinos e caminhos. As roupas brancas, o instrumental de exame médico, o vocabulário diferenciado e a postura sóbria e segura que se espera de um bom médico impressionam e revestem de importância seus atos e palavras. Em qualquer consulta médica bem-sucedida verifica-se o aparecimento de rapport. Tanto que muitos pacientes referem melhora apenas com a presença e atenção do médico.
Os conselhos e orientações médicas são como que sugestões pós-hipnóticas, bem como as informações sobre o prognóstico da doença, que podem motivar o paciente para melhora ou mesmo piora. Substituir a palavra médica de poder que pode ser instrumento terapêutico por meras informações científicas inúteis ao leigo é desprezar o valor histórico da função médica.
O médico que mostra segurança e autoridade quanto ao diagnóstico e à efetividade do tratamento proposto muitas vezes está fazendo maior bem do que a própria ação química do medicamento seria capaz.

Dr. Alcimar José Vidolin

Trecho de Hipnose - alterando e desenvolvendo a consciência
Para saber mais visite o site: http://www.sonhoshipnoticos.com.br

5 comentários:

Camila Sousa de Almeida CRP: 03/6243 disse...

muito muito bom esse texto!

Cristiano Contreiras disse...

Carissimo, parabéns pelo espaço lúcido e singelo!

seguirei aqui! abs

FENAM disse...

Em uma reportagem especial, a equipe do Repórter FENAM faz um alerta sobre os cuidados que a população e o Governo devem ter para se prevenir e se preparar para uma segunda onda da Gripe A.

Assista: http://web.fenam2.org.br/tv/showData/388496

Psiquismo Desmistificado disse...

Excelente Thiago!!
Essa é uma grande verdade, infelizmente. De forma geral, qualquer pessoa que procure um atendimento em pronto socorro, com queixas vagas, e refere fazer tratamento psiquiátrico, já é logo estigmatizado. Os colegas já desprezam as queixas e mandam procurar o psiquiatra.
Abraços

Anônimo disse...

professional answer to this insurance question: Do all states require car insurance? http://insuranceinstates.com/ohio/Toledo/Tamara%20Thornton%20-%20Allstate%20Insurance%20Agent/43623/

Related Posts with Thumbnails